Usina Hidrelétrica Capivara – Divisa SP-PR (Porto Capim) -07/09/2001

Sertanópolis, 7 de setembro de 2001

Combinei com o Joás, meu cunhado, de irmos até a divisa de Paraná e São Paulo no município de Porecatu. Joás passou em minha casa às 6h da manhã. Saímos no escuro rumo a Bela Vista do Paraíso. No caminho, antes da famosa subida de 6 kms que nos leva à cidade, o sol já havia nascido.

bannerlivro

Bela Vista é uma cídade alta. Ela tem uma altitude média de 590 m acima do nível do mar, 270 a mais do que Sertanópolis.

Em Bela Vista começou um forte vento que passou a nos acompanhar. Cruzamos a cidade e passamos pelo patrimônio Santa Margarida, que estava muito movimentado, e seguimos para Alvorada do Sul.

loquat3

Neste trecho, entre Santa Margarida e Alvorada do Sul, encontramos alguns pés de nêspera, conhecidas popularmente por ameixa, carregados. Fizemos então uma parada para abastecer nossos estômagos e mochilas.

Após Bela Vista deixamos o vale do rio Tibaji e entramos no vale do rio Paranapanema. Chegamos em Alvorada do Sul, uma cidade que fica às margens do rio Paranapanema, mas não entramos na cidade. Seguimos direto rumo ao Porto Capim. Logo após o trevo de Alvorada paramos para lanchar em baixo de uma árvore.

Alguns quilômetros à frente já podíamos avistar o rio Vermelho, que teve seu leito invadido pelas águas da represa capivara. Tamanha invasão formou até uma ilha.

14

Passamos pela ponte sobre o rio Vermelho e, alguns quilômetros depois já conseguimos enxergar a barragem da Usina Hidrelétrica Capivara.

Mais alguns quilômetros e chegamos a um trevo que, à esquerda, leva a Porecatu e, à direita, leva ao Porto Capim, um posto fiscal na divisa entre São Paulo e Paraná. Neste trecho a divisa de estado é feita pelo rio Paranapanema.

A ponte sobre o Paranapanema passa cerca de 1 quilômetro abaixo da barragem. É muito bom ver o Paranapanema renascer, com corredeiras, praias e ilhas depois de tantos quilômetros represado.

Próximo à ponte há alguns bares. Há areia nas margens e parece ser um bom local para acampar. Há algumas pequenas ilhas e dá pra observar a barragem rio acima. A água estava muito limpa, tanto na represa quanto no rio.

Atravessamos a ponte e, já no estado de São Paulo, seguimos para a hidrelétrica.

Há uma estrada asfaltada que liga a rodovia que leva aos municípios do interior de São Paulo, como Taciba e Presidente Prudente, até a hidrelétrica. Há uma pequena cachoeira no início desta estrada.

2

Próximo à hidrelétrica há algumas construções abandonadas e ruínas, usadas quando a barragem estava sendo construída. Dá pra imaginar a quantidade de trabalhadores e o movimento de máquinas e caminhões na época da contrução.

Infelizmente não pudemos visitar a hidrelétrica pois as visitas só são permitidas para excursões de escolas que foram agendadas previamente.

Com a impossibilidade da visita paramos para o almoço ainda na estrada da hidrelétrica. Depois, seguimos de volta para o Paraná.

No lado paranaense, compramos alguns refrigerantes num bar à beira do rio e logo depois pegamos a estrada para voltar para Sertanópolis.

Aquele vento que começou em Bela Vista resolveu voltar com força. Já havíamos rodado cerca de 80 kms e o vento na nossa cara nos empurrava pra trás. À essa hora, o irmão do Joás já estava vindo nos buscar. Mais 10 kms de pedal nos destruíram de vez e quando descansávamos numa parada de ônibus, pra fugir um pouco do vento, o Joab (irmão do Joás) chegou pra nos salvar.

Foi um bom pedal, de 90 kms no total. Cansativo, mas bom. Conheci um Paranapanema que só ouvia nas histórias de pescaria de meu pai e um bela hidrelétrica que mudou a geografia do norte do Paraná.

Um comentário sobre “Usina Hidrelétrica Capivara – Divisa SP-PR (Porto Capim) -07/09/2001

  1. Lembro muito bem, eu que fui buscá-los, estava grávida da Luísa, só não lembro se o Joab foi junto.
    Muito legal, continue a escrever. Bjs

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s