Sete Curvas – 18-02-2018

Brasília, 18 de fevereiro de 2018

https://www.strava.com/activities/1414059063

A Trilha Sete Curvas foi a minha opção neste domingo. O Rebas do Cerrado foi o organizador e o Canelas do Planalto o grupo-padrinho, o que garante estradas cheias de ciclistas e muita diversão.

bannerlivro

Para alongar um pouco a trilha, combinei com os amigos de sairmos pedalando do Posto Chaves. Saindo do Chaves, nossa trilha ganharia mais 24 km e evitaríamos o horrível asfalto para chegar ao ponto zero oficial da trilha, o Clube Caiçaras, na DF-290.

Segui pro Chaves de carona com o Sílvio Sá. Lá, encontramos Alessandro Lima, Ricardo Pessoa, Dinho, Alisson Carvalho, Jefferson GT, Reinaldo Mazzocato, Bruno Castelo Branco, Charles Soares e Helvécio Andrade.

Partimos às 7h10. Atravessamos a BR-060 e entramos nas trilhas de terra da região conhecida como Ponte Alta de Cima.

Do Posto Chaves até o Clube Caiçaras são 12,5 km de estradas planas que margeiam áreas de cerrado, sítios e chácaras. Chegamos no Caiçaras por volta das 8h. Os Rebas estavam chegando. Ainda levariam quase uma hora para começar a pedalar. Conversei com alguns amigos que estavam por lá e seguimos nosso caminho. A meta era chegar no Pit Stop, o bar da Valdirene, antes que as coxinhas acabassem.

27993768_1550807465035333_8348773756675143725_o

Mais dez quilômetros de estradas planas e começamos a descer, passamos pelo Córrego Barriguda e depois, tome subida. São dois aclives que se destacam, sombreados no horário que passamos.

Passamos por algumas áreas de eucalipto até chegar na região da Lagoinha. Além do Córrego Lagoinha, uma escola rural e várias fazendas têm “Lagoinha” como parte do nome.

IMG_2954

Descemos o vale do Rio Descoberto, que nesta região está alagado pelas águas do Lago Corumbá IV. A maioria dos riachos também está alagada. Fomos passando por eles e contemplando a paisagem. Foi assim no Córrego Mato da Onça,

IMG_2956

no Córrego Mato da Velha

IMG_2958

e no Córrego Quarta-Feira.

IMG_2963

O Rio Descoberto e a BR-060 estavam muito próximos quando chegamos ao Bar Pit Stop. Meta cumprida! A estufa estava cheia de coxinhas.

Depois de alguns minutos de descanso, voltamos pra trilha. Começamos a deixar o vale do Rio Descoberto. A estrada cruza áreas de cerrado e proporciona belas vistas. A ponte sobre o Ribeirão Engenho das Lajes, na BR-060, impressiona. A subida acompanha o Córrego Capão do Ouro até reencontrar a estrada da ida, nas proximidades do Córrego Barriguda.

Quando começaríamos a escalada para voltar à Ponte Alta de Cima, eis que encontramos um bar no pé do morro. Havia uma piscina abastecida com água corrente em formato de coração. O calor nos forçou a parar e tomar um banho.

Revigorados, subimos a serra. A subida tem cerca de dois quilômetros, mas é dura. Chegando no alto, o que resta é o longo estradão até o Clube Caiçaras. Voamos por ele.

Enquanto a maioria dos ciclistas pararam no Caiçaras, nós cruzamos a DF-290 e continuamos até o Posto Chaves.

IMG_3000

Resumo do dia: 76 km / 883 m. de subida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s